O que define os imóveis de alto padrão?

Uma das opções mais seguras para se investir no mercado imobiliário é a de imóveis de luxo, pela sua alta valorização. Mas o preço e o tamanho não são os únicos fatores que definem um imóvel de alto padrão.

Segundo o site Publicidade Imobiliária, a primeira das características de um desses imóveis é a localização. Os bairros exclusivos, próximos de praias, parques e lagoas, são sempre os mais procurados, assim como ruas tranquilas e arborizadas. A segurança é outro destaque: os condomínios que a oferecem são muito concorridos. A arquitetura é igualmente apreciada. Os imóveis projetados por arquitetos conhecidos são muito visados e valorizam o metro quadrado. Um projeto assinado por um arquiteto renomado certamente agradará ao comprador. A personalização também é um fator importante, visto que a possibilidade de adaptação das plantas de acordo com os gostos pessoais se torna um diferencial.

Para alguns, o principal destaque dos lançamentos nessa categoria são as fachadas, que surgem mais modernas e tecnológicas, cheias de iluminação, metais e vidros. Hoje, existe mais cuidado com a frente dos condomínios. As incorporadoras se preocupam em trazer um empreendimento mais arrojado, com acabamento mais fino.

O espaço de lazer dos condomínios também tem ficado cada vez melhor. As incorporações investem naquilo que faz sentido para o público, como salão de festas com churrasqueira e academia. Viemos de uma tendência onde se criava muitos espaços, mas pequenos e inutilizados. Hoje em dia a direção é retornar para as áreas comuns tradicionais, com cada vez mais qualidade.

Academia ou piscina de borda infinita no último andar, com vista para os Jardins, também é uma forma de dar ainda mais valor para o imóvel e empreendimento.

masthead

Os itens mais procurados:

Ar-condicionado central – Um dos itens mais pedidos na personalização. É instalado durante a fase de obras, sem aparelhos para fora da janela.

Automação – A casa automática já é uma exigência do alto padrão. Cortinas, luzes e até banheiras podem ser controladas com tecnologia.

Cozinha americana – A sala ligada à cozinha continua presente, mas mais evoluída. Em forma de varanda ou terraço gourmet, com fogão, churrasqueira e forno de pizza, a área de estar fica enorme.

Isolamento acústico – Paredes e chão com tratamento acústico e pisos do banheiro com aquecimento estão em vários empreendimentos. Os materiais têm cada vez mais qualidade e sofisticação.

Sustentabilidade – Aquecimento solar, caldeiras para que as águas já cheguem aquecidas aos apartamentos, reúso da água da chuva e poços artesianos dão conforto aos condomínios e moradores, além de serem soluções sustentáveis.

Fonte: Publicidade Imobiliária

Publicado em Apartamento, Arte, Casa, Empreendimentos, Exclusividade, Imóveis, Mercado Imobiliário, multiuso, Porto Alegre, Uncategorized | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

As propriedades mais caras do mundo

O site CompareCamp.com listou as 10 propriedades mais caras do mundo e a quem pertecem.

Webcard---Trivia-(casa-mais-cara)_blog

1. Palácio de Buckingham, em Londres, na Inglaterra.

Apesar de não estar à venda, ainda assim é uma casa e está avaliada em US$ 1,5 bilhão (R$ 3,9 bilhões). A propriedade pertence a quem ocupa o trono, no caso, a rainha Elizabeth. São 775 cômodos.

Residência da rainha da Inglaterra é a mais cara do mundo Foto: visitlondon

2. Antilia, em Mumbai, Índia

Um prédio aparentemente com vários apartamentos é o lar doce lar vertical do homem mais rico da Índia, Mukesh Ambani. A residência tem 27 andares, sendo seis somente de garagem, além de três heliportos e 600 funcionários trabalhando. Vale US$ 1 bilhão (R$ 2,60 bilhões).

Mansão vertical na Índia Foto: Forbes

3. Villa Leopolda, em Côte d’Azur, França

Uma brasileira integra a lista de 10 propriedades mais caras do mundo. Lily Safra, viúva do banqueiro libanês William Safra, é dona de uma residência de 50 acres na França, com cozinha ao ar livre, heliporto e casas de hóspedes maiores do que as mansões da maioria dos milionários, segundo a revista Variety. Vale US$ 750 milhões (R$ 1,9 bilhão).

Propriedade da brasileira Lily Safra Foto: NYT

4. Four Fairfield Pond, Nova York, Estados Unidos

A residência de 29 quartos e 39 banheiros é avaliada no mercado por US$ 248,5 milhões (R$ 646 milhões). Pertence à Ira Rennert, proprietário do grupo Renco, uma holding com investimentos em fabricação de automóveis e de fundição.

Mansão de 29 quartos Foto: buzzwok

5. Kensington Palace Gardens, Londres, Inglaterra

Esta mansão de 12 quartos e estacionamento para 20 carros pertence a um dos homens mais ricos do mundo, Lakshmi Mittal, dono da Arcelor Mittal. Vale US$ 22 milhões (R$ 577 milhões) e tem como vizinhos ninguém menos que o princípe William e a princesa Kate Middleton.

Residência do magnata do aço Foto: skyscrapercity

Webbanner---Post-Blog---Casas-mais-caras

Confira mais em O Globo: as 10 casas mais caras do mundo

Publicado em Apartamento, Casa, construção, Empreendimentos, Imóveis, Mercado Imobiliário | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

6 dicas simples para transformar a sua casa

Cores, texturas, materiais, mobiliário, revestimentos, iluminação… enfim, uma lista de tendências para transformar a sua casa sem medo de errar!

Para te inspirar a fazer igual, separamos algumas dicas que estão em alta :)

1. CORES

Quando o assunto é cor, ficamos até em dúvida sobre quais as melhores cores para decorar nosso cantinho, mas em 2017 as principais cores que estarão em alta são: variações de azul, variações de verde, principalmente o verde militar,  amarelo e variações do cinza. Por isso, a dica é apostar em objetos nessas cores, ou até mesmo pintar uma única parede para dar destaque das outras!

1481128531532562

2. REFERÊNCIAS GEOMÉTRICAS

As linhas e formas estão muito presentes na decoração este ano. Elas já têm aparecido com muita frequência entre as últimas tendências, e se firmarão como um investimento sem chances para erro. Para adotar esse estilo, procure objetos têxteis como cortinas, capas de almofadas e tapetes com formas geométricas, coloridas ou em preto & branco.

Além disso, o que mais estará em vigor no próximo ano são os azulejos geométricos. E o mais bacana é que com a nova tecnologia eles estão muito mais versáteis, podendo ser utilizados não só nos banheiros e cozinhas, mas em salas de estar e nos dormitórios.

Design sem nome

3. MINIMALISMO

Aquele ambiente com poucos móveis, tudo muito organizado e com cores claras. Ele conta com a típica decoração minimalista, e que muitos especialistas chamam de “escandinava”. É o local que leva à risca a frase “menos é mais”, pois tem objetos e mobílias funcionais, que estão ali para cumprir algum papel.

Para adotar o minimalismo você terá que ser organizada e não acumular coisas.

Design sem nome (1)

4. ESTILO SERENDIPITY

Não gosta de cores escuras? Não se preocupe. O estilo Serendipity pode ser a solução perfeita para a sua cozinha.

O Estilo Serendipity vem sendo cada vez mais aclamado no mundo da decoração. Ele propõe uma estética minimalista e ao mesmo tempo delicada, que abusa de cores claras e elementos provençais (porcelana branca e vaso de flores no centro da mesa, por exemplo).

Uma cozinha serendipity normalmente é decorada com tons pastel e pequenos jardins com plantas suculentas. A presença de madeira natural também se destaca no ambiente, assim como as cestas e bandejas. Tudo é claro, charmoso e funcional.

Design sem nome (3)

5. PAPEL DE PAREDE METALIZADO

Uma tendência forte em 2016 e que continua em 2017 são os efeitos metalizados nos papéis de parede e adesivos decorativos de ambientes. É uma forma de sofisticar o ambiente de forma sutil, com traços dourados ou prateados – mas nada muito extravagante para não prejudicar o restante da decoração.

Design sem nome (4)

6. MATERIAIS ORGÂNICOS

O ambiente externo entra sorrateiramente em casa por meio de materiais naturais. Madeira e pedras diferentes podem ser integradas em diversos estilos, trazendo uma atmosfera relax.

Design sem nome (5)

Webbanner---Post-Blog---Dicas-de-decoração

Fonte: CMNDDEVIP

Publicado em Apartamento, Arquitetura e Decoração, Arte, Casa, Dicas de Decoração, Eco, Imóveis, Porto Alegre, Profissionais, Uncategorized | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário

Como ser sustentável em casa?

Viver de forma sustentável em casa significa dar passos grandes e pequenos em nosso cotidiano para tornar nosso ambiente mais limpo e saudável. Significa minimizar nossas demandas em relação ao meio ambiente e nossas descargas sobre ele.

Webcard---ECO

Separamos algumas dicas que destacam muitas das coisas que você pode fazer para praticar sustentabilidade na sua casa. Todas elas são fáceis de fazer, não exigem grandes investimentos de tempo ou dinheiro e resultam em um ambiente mais limpo para você e sua família.

Quando você desliga um aparelho, ele é realmente desligado?

A maioria dos aparelhos eletrônicos gasta energia mesmo quando estão desligados. Eles entram em modo de espera e mantêm a corrente fluindo para seus relógios, baterias e interruptores remotos.

Entre 5% e 8% da eletricidade gasta nas escolas, escritórios e casas vem dos dispositivos que não estão em uso. No período de um ano, esse gasto pode ser equivalente a um mês de uso de eletricidade.

Inclusive alguns aparelhos, quando desligados, usam quase a mesma eletricidade de quando estão ligados. Não deixe um dispositivo sugar a eletricidade e aumentar a sua conta de luz. Desligue-o diretamente na fonte de alimentação, ou seja, tire da tomada!

Não use sacolas plásticas!

Quando você estiver no supermercado, procure não utilizar sacolas plásticas ou de papel para carregar as suas compras. Prefira utilizar sacolas de pano ou materiais reciclados. Elas são mais resistentes, espaçosas e podem ser usadas diversas vezes.

Fabricar e transportar sacolas de plástico e de papel requer muito gasto de energia. E mais do que isso, sacolas de papel, em sua maioria, são feitas de árvores e não de papel reciclado. Já as sacolas plásticas são feitas de subprodutos de petróleo ou gás natural. Ambos, quando não são reciclados adequadamente, aumentam o nosso problema de lixo acumulado, além de entupir ralos nas ruas, sujar o meio ambiente e prejudicar a vida marinha.

Quando você estiver no supermercado, procure não utilizar sacolas plásticas ou de papel para carregar as suas compras. Prefira utilizar sacolas de pano ou materiais reciclados. Elas são mais resistentes, espaçosas e podem ser usadas diversas vezes. Além disso, trocar para sacolas feitas de pano reduz a nossa dependência de combustíveis fósseis e ajuda a preservar o meio ambiente.

5 coisas simples que você pode fazer para se tornar mais sustentável:

Não é preciso muito para viver de uma maneira amigável com o meio ambiente. Essas 5 coisas simples, feitas diariamente, podem ajudar significativamente o nosso planeta.

1. Desligue às luzes ao sair dos ambientes.
2. Imprima dos dois lados do papel.
3. Use transportes coletivos, dê caronas, ande de bicicleta, ou caminhe.
4. Evite comprar garrafas de água. Tenha a sua própria.
5. Coma alimentos orgânicos.

Cada grama de material que reciclamos significa menos um grama em nossos aterros sanitários. E cada vez que reciclamos, significa menos uso de energia, menos consumo de matérias-primas e menos poluição em nossas vias navegáveis, solo e ar.

Webbanner---Post-Blog---ECO

Fonte: Sustainable Stamford

Publicado em Eco | Com a tag , , , , | Deixar um comentário