Arquitetura e arte no Petrópolis

Uma arquitetura que convida a explorar as intersecções entre o ancestral e o contemporâneo, entre o natural e o urbano. Um edifício conectado com a nossa natureza contemporânea. O projeto do Iguaçu é tudo isso.

Arquitetura e Arte se encontram de forma complementar através da criatividade dos arquitetos Márcio Carvalho e Ricardo Ruschel, da incorporadora gaúcha Smarte da artista plástica Heloísa Crocco. Um novo conceito de viver os espaços, com uma iluminação estudada especialmente para valorizar os elementos do projeto.

igu_01_fachada_frontal_evening

O empreendimento localizado no bairro Petrópolis traz o que há de melhor em Porto Alegre. O projeto arquitetônico será executado em concreto armado e vidro com esquadrias que vão do piso ao teto, descortinando a praça vizinha. A dupla de arquitetos promete “fundir a arte com a arquitetura” daqui para frente. Entre 2017 e 2018, a construção do Iguaçu vai concretizar a ideia. “Simplicidade é a última forma de sofisticação”, contam os arquitetos.

image (5)

Na fachada do empreendimento serão colocados painéis da pesquisa Topomorfose, que remetem o traço tribal que a natureza oferece, transformados em brises que servem para impedir a incidência direta de radiação solar nos interiores do edifício, de forma a evitar aí a manifestação de um calor excessivo.

smart__heloisa_crocco_154

smart__heloisa_crocco_247

Do lado de dentro do prédio voltado para o Norte, a arte proporcionará um show de luz de sombra conforme a hora do dia, valorizadas pela arquitetura limpa. Os 17 apartamentos têm várias opções de plantas de lofts simples e duplos nos 11 andares. Na penthouse (cobertura), o pé-direito terá quatro metros.

igu_40_living_g_100_opcao_d

image (1)

igu_18_living_100_opcao_c

Fonte: Zh

Publicado em Apartamento, Arquitetura e Decoração, Arte, Eco, Empreendimentos, Heloisa Crocco, Imóveis, Porto Alegre, Profissionais | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Você sabe quanto vale seu imóvel?

Com o Nex Change, seu imóvel pode valer até 80% do valor de um novo

Se você está em busca de qualidade de vida e deseja trocar de imóvel, nós temos uma oportunidade única pra você. A Nex Group, além de pensar no projeto dos seus empreendimentos, pensa nas facilidades de negociação para seus clientes.

Assim surgiu o Nex Change, o programa de dação da Nex. Através dele você tem a possibilidade de incluir o seu imóvel usado no negócio, com avaliação diferenciada, condições facilitadas e agilidade no fechamento. Com as condições especiais do Nex Change, seu imóvel pode valer até 80% do valor de um Nex novo, é incrível!

maxresdefault (1)

Tudo isso é possível aqui mesmo, em Porto Alegre, no Chácara das Nascentes como por exemplo. E o melhor: pronto para morar.

A Nex Group uniu qualidade de vida e conveniência na zona leste da Capital. São sobrados (com 99 m²) e casas térreas (com 70 m²) com três dormitórios, suíte, pátio e churrasqueira, além de área social completa. As plantas de tamanhos diferentes se adaptam ao tamanho de sua família.

nex

Imóveis na Zona Sul e Zona Norte: Mais de 400 unidades entre apartamentos e casas na planta ou prontos pra morar.

Conheça outros empreendimentos de Porto Alegre e região no Site da Foxter e encontre seu lugar ideal para viver. São diversas opções que combinam com o seu estilo de vida e da sua família para você escolher em áreas junto à natureza, bem localizadas, com facilidade de acesso e infraestrutura completa. Tudo para você viver com conforto, segurança e tranquilidade.

Avaliações na hora: Traga a matrícula  do seu imóvel e nós avaliamos na hora.

Com um plano de incentivo para estimular os compradores que ainda aguardam para mudar de vida. Quem quer fazer um upgrade de casa, em busca de mais espaço ou de um imóvel melhor, pode utilizar o antigo na troca cobrindo até 80% do valor do novo. Além disso, caso o empreendimento escolhido ainda não tenha sido entregue, o comprador continua morando no seu imóvel até a hora da mudança, sem ter custos com aluguel.

Fonte: Nex Change

Publicado em Apartamento, Casa, Comercial, Dicas Imobiliárias, Economia, Financiamento Imobiliário, Imóveis, Mercado Imobiliário, Porto Alegre, Preço médio | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Espaço para viver seu estilo

O NOVO ENDEREÇO DE QUEM ESTÁ SEMPRE EM TODOS OS LUGARES.

Imagine morar pertinho de tudo.

A NexGroup apresenta: LIKE Open Concept

like

Localizado na Bento Gonçalves, uma região de franca expansão e valorização imobiliária junto a empreendimentos de sucesso. A região tem atraído também grandes investimentos comerciais, incluindo um terreno da Cia Zaffari entre as Av. Antônio de Carvalho e Av. Ipiranga. Além disso o empreendimento tem fácil acesso para toda cidade por estar muito bem localizado.

No LIKE você vive a conveniência de estar a poucos minutos de shoppings como o Iguatemi, instituições de ensino PUCRS, Campus Vale da UFRGS e Colégio Farroupilha, Hospital São Lucas, restaurantes e supermercados como o Bourbon Shopping.

likee

Um espaço para uma geração de pessoas que não abre mão de se expressar. Compacto, com plantas flexíveis que se adaptam ao estilo de cada um.Apartamentos de 44m² a 88 m², compactos, funcionais e com excelente aproveitamento de espaço. Disponíveis em unidades de studios, 1D e 2D.

O empreendimento é constituído por uma torre residencial com 11 apartamentos por pavimento tipo e um total de 125 apartamentos.

studio-inteiralike

Áreas de lazer focadas no perfil adulto: Malt Pub, um exclusivo bar para receber amigos, Espaço Gourmet e Salão de Festas, prontos para qualquer confraternização, academia muito bem equipada no Espaço Fitness e muita tranquilidade no deck da Piscina e SPA. Contando com rede Wifi em todas as áreas do condomínio. VOCÊ SEMPRE CONECTADO!

malt pubMalt Pub

gourmet-inteira-novaEspaço Gourmet

festas-inteiraSalão de Festas

fitness-inteiraEspaço Fitness

like2Área de Lazer

piscinaPiscina

spaSPA

Excelente custo-benefício para quem busca um investimento seguro. Com a forte perspectiva de valorização e sua boa localização, comprar uma unidade do Like é ter retorno garantido, tanto para a locação de imóvel quanto para a revenda.

Ótimo para quem quer morar, perfeito para quem deseja investir.

A NexGroup é uma grande incorporadora gaúcha, responsável por levar os melhores empreendimentos imobiliários para a região sul do país.

Publicado em Apartamento, Condomínio, Dicas Imobiliárias, Empreendimentos, Imóveis, Mercado Imobiliário, Porto Alegre | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Teto do Sistema Financeiro para aquisição de imóveis sobe e vai a R$ 800 mil no RS

corretores-636x310

O Conselho Monetário Nacional (CMN) decidiu elevar nesta quinta-feira (24) o valor máximo do imóvel, novos ou usados, que pode ser comprado com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), assim como o valor da casa própria que poderá ser financiada dentro das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) – modalidade de crédito que conta com juros mais baratos.

O valor do imóvel subirá de R$ 750 mil para até R$ 950 mil para São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal a partir desta sexta-feira (25). Nas cidades desses estados e em Brasília, os preços dos imóveis, assim como os custos, são maiores, Segundo o Banco Central. Para os demais estados, o limite será elevado de R$ 650 mil para R$ 800 mil. 

Esses limites não eram alterados desde setembro de 2013. “Esse ajuste ocorre de tempo em tempo. É operacional. Não há indexação”, afirmou a chefe do Departamento de Regulação do Banco Central, Silvia Marques.

A representante do Banco Central afirmou que, neste ano, está havendo queda dos preços dos imóveis. “Todos índices sinalizam queda nominal”, declarou.

Foi mantida a regra segundo a qual, para imóveis financiados dentro das regras do SFH, o limite do financiamento não poderá ser superior a 80% do valor de avaliação do imóvel. Para financiamentos que prevejam a utilização do Sistema de Amortização Constante (SAC), esse percentual poderá atingir até 90% do valor de avaliação, informou o Banco Central.

Taxa de juros

As operações enquadradas nas regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) possuem juros mais baixos, limitados atualmente a 12% ao ano, lembou o Banco Central. Para imóveis cujo preço é maior do que o teto do SFH, valem as regras do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI). Nesse caso, os juros são de livre negociação entre os clientes e os bancos, e costumam ser maiores.

Recursos da poupança
Os bancos empregam recursos das contas de poupança para financiar imóveis enquadrados nas regras do Sistema Financeiro Habitacional (SFH). De janeiro a outubro deste ano, porém, os saques de recursos da caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 53,25 bilhões, o que diminui a disponibilidade de recursos para a casa própria.

Segundo números da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), o volume de crédito para a construção e aquisição de imóveis, com recursos da poupança, caiu 45,8% de janeiro a setembro de 2016 na comparação com o mesmo período do ano passado – para R$ 33,6 bilhões.

Questionada sobre o assunto, Silvia Marques, do Banco Central, afirmou que a preocupação da autoridade monetária não é com o “funding” (recursos para o financiamento) dos imóveis. “A captação da poupança está caindo. Isso é fato. Mas essa medida não é com relação a fomento da operação, a questão de mercado. O ajuste é operacional”, declarou.

‘Amortização negativa’
De acordo com Silvia Marques, do Banco Central, a partir de agora está vedada a chamada “amortização negativa”.

Segundo ela, isso quer dizer que a amortização do saldo devedor terá de ser feita mensalmente – e não somente o pagamento de juros, o que, de acordo com o contrato, pode resultar em aumento do valor das parcelas.

“O objetivo é que tenha critério prudente, que vai ter saldo devedor caindo ao longo do tempo”, declarou. Silvia Marques afirmou que o sistema chamado de “price” vai ser mais afetado por essa medida. “O price vai ter de incorporar nas parcelas mensalmente a atualização de juros e da TR [Taxa Referencial]”, afirmou ela.

O Banco Central explicou que essa mudança representa  uma “condição adicional” para a contratação desses financiamentos.

“Os contratos não podem admitir qualquer espécie de aumento do saldo devedor ao longo do período de financiamento. As operações aprovadas pelos agentes financeiros até 31 de janeiro de 2017 poderão ser finalizados até 31 de março com observância das condições do SFH anteriormente vigentes”, informou a instituição.

 

Fonte: G1 Economia

 

 

Publicado em Economia, Financiamento Imobiliário, Imóveis, Mercado Imobiliário | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário