Mês: fevereiro 2017

Conheça o novo empreendimento de Canoas: Mirantes do Parque

Já imaginou viver ao lado do parque e junto de um Shopping com diversas atrações de lazer? Este sonho vai virar realidade. Um empreendimento repleto de diferenciais com o maior complexo de infraestrutura de Canoas! O empreendimento Mirantes do Parque condomínio Clube fará parte deste grande eixo de desenvolvimento da região metropolitana de Porto Alegre. Valorizando ainda mais a região mais desejada para se viver em Canoas: ao lado do Parque Getúlio Vargas (Capão do Corvo) e Park shopping Canoas – novo empreendimento do Grupo Multiplan. Canoas é uma cidade com localização estratégica na região metropolitana: muito próximo aos melhores bairros de Porto Alegre, vizinha ao Vale dos Sinos e com rápido acesso através da BR-116, Rodovia do Parque e o Trensurb. Mirantes do Parque: a melhor localização de Canoas. Na esquina entre as ruas Farroupilha e Aurora, localização esta que já possui um excelente encanto pela beleza do novo trecho da Avenida Farroupilha, pelo descolado parque ao lado do empreendimento e pelo novo e moderno shopping center. Contando também ao seu redor com a Universidade Ulbra, IFSUL, Escola Cristo Redentor, Hospital Nossa Senhora das Graças entre outros. O Residencial Mirantes do Parque é um empreendimento que está em fase de Pré-Lançamento. Serão 6 torres residenciais de apartamentos de 2 e 3 dormitórios de 60,60m² à 87,63m² e lofts de 1 dormitório de 47,76m² à  51,33m². Com portarias 24h, piscina adulto e infantil,...

Continue Lendo...

Governo vai ampliar limite do FGTS para o Minha Casa Minha Vida

O governo federal prepara a criação da faixa 4 do programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV), destinado a famílias com renda mensal de até R$ 9 mil. Hoje, o limite é de R$ 6,5 mil. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, os beneficiários desse novo segmento poderão comprar imóveis de até R$ 300 mil, utilizando financiamento com recursos originados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a juros anuais de 9,16%. A taxa é maior do que nas outras faixas do MCMV, que chegam a 8,16% ao ano. Entretanto, é mais atrativa do que os valores cobrados pelos bancos fora do programa, que vão de 10% a 14% ao ano. A medida será anunciada na segunda-feira. Outra novidade será a correção nos limites de renda nas demais faixas do programa em cerca de 6,5%, para acompanhar a inflação. Com isso, a renda mensal máxima das famílias para enquadramento na faixa 1,5 deve subir de R$ 2,3 mil para aproximadamente R$ 2,6 mil; na faixa 2 de R$ 3,6 mil para R$ 3,9 mil; e na faixa 3 de R$ 6,5 mil para R$ 7,0 mil. Esses números ainda estão sendo ajustados e arredondados pelo governo federal, podendo ter algumas alterações no anúncio de segunda-feira. As reformas no MCMV atendem a reivindicações de empresários do setor da construção. Fonte:...

Continue Lendo...